Pedaços de Mim

Pedaços de Mim
Pedaços de Mim

17 de set de 2015

E Os Dias Se Vão

Nem sempre a verdade é a melhor saída...
Sinto medo do futuro, estou ligada há um passado que tem cheiro que tem gosto, tenho medo do tempo passa rápido demais.
Sonho com um futuro onde oslírios são mais brancos, onde o céu é mais azul, e o sol brilha mais amarelo.
Mas me perco sempre no meio do caminho, entre o campo de girassóis  e o meu ninho com passarinhos.
Os pés estão andando mas não me levam á lugar algum, as horas estão sempre com pressa, mas eu estou devagar.
Dias que se consomem...procuro quem sou, alguém sabe?
O vento sopra baixinho, sonhos que ficaram pelo caminho a culpa é só minha, sempre fraca inconstante, cheia demais , vazia demais, presa demais... livre demais.
Percebo que  não vou  dar conta, outra vez esta insônia, outra vez a solidão minhas amigas inseparáveis...
Preciso me recompor, preciso confessar, pecados inconfessáveis, insultos a verdade a vida...
Quantos NóS, nó atado, apertado.
Saudades de um passado onde as maças eram mais vermelhas,  e horas demoravam mais á passar
Os nós mais fáceis de desatar...
E os dias se vão.





Nenhum comentário:

Postar um comentário