Pedaços de Mim

Pedaços de Mim
Pedaços de Mim

11 de nov de 2010

MÃE, AMIGA, MULHER


É assim que consigo te decifrar, queria ter o poder de voltar o tempo,  voltaria sim, e pudesse mudar a vida de alguém mudaria a sua minha querida, escreveria tudo novamente, seria tudo muito diferente, seria tudo escrito com um pouco mais de poesia, iria caprichar em todos os detalhes, mudaria desde o comecinho, porque quando ouço você contar de sua infância, nossa que triste, que dor, aquela estoria  do vestidinho, misericordia que estoria triste para uma criança de apenas 4 anos, ou qualquer idade que fosse, uma criança jamais deve maltratada ainda mais por conta de um simples vestido...
Faria de você uma criança muito mais feliz, e te daria oportunidades para que você estudasse muito pois tenho certeza ter ai nessa cabecinha muita inteligencia, para ser usada das melhores formas possíveis.
Mas infelizmente não é assim, cada um tem um caminho para percorrer aqui, e que podemos fazer é isso em datas comemorativas como essa de seu aniversário, te dar talvez uma flor para colorir seu dia porque sei que é o que você ama, escrever umas simples linhas pra dizer que eu te amo, que eu quero tudo de melhor para você, que eu assim como você também tinha tantos sonhos quando criancinha, mocinha, e muitos ficaram para traz, mais ai chego uma hora que resolvi ter sonhos novos, e agora com todos eles pairando aqui em minha "cacholinha", eu ganhei umas asas invisíveis, e quando quero pego elas ajeito em minhas costas e voo, voo ao infinito de minhas inspirações, e quero te dizer que estou escrevendo uma pagina todinha do meu livro para você e assim quando nos nos formos para aquele lugar lindo cheio de verde, azul, colorido, calmo como o amanhecer, onde escutaremos os canto dos pássaros, e andaremos sobre  areias branquissimas  em praias, ensolaradas, quando estivermos lá, os que ficaram poderam ler nossas estorias nas paginas de um livro e assim recordar de tudo oque um dia fomos, ou tentamos, ser aqui.
Na verdade mesmo o que eu queria dizer era só feliz aniversário.

Escrevi este texto para minha:
amada mãe Celina
amada tia Ophelia que faz aniversário dia 27
irmãs que tiveram infâncias tristes, mulheres guerreiras, que ate hoje continuam a caminhada diaria, na criação dos filhos, e netos distribuindo amor, carinho sem nunca se cançarem...
AMO-AS!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário