Pedaços de Mim

Pedaços de Mim
Pedaços de Mim

30 de nov de 2010

Meus Primeiros Rascunhos


Sou uma estranha neste mundo, tento acompanhar os passos dos mortais que comigo caminham e muitas vezes fico para traz, ou simplesmente disparo na caminhada e ninguém me acompanha por mais que eu espere, também não consigo acompanha-los.
Não há ninguém no universo que  entenda a minha língua, Desenhos de bizarras recordações formam-se de repente, em  minha frente e os meus olhos criam figuras esquisitas e fantasmas tristes, fotos amareladas com o tempo, filmes guardados esquecidos, os discos deram lugar aos cds, o tempo agora é desperdiçado com as crianças corremos para baixo e para cima dos vales para o topo das montanhas e não conseguimos dar conta de muita coisa....Sou amante das coisas abistratas como este pequeno trecho que surge assim de repente.
Sempre gostei muito de escrever, estive pensando á respeito de minha primeira grande obra  Meus  primeiros Rascunhos foram escritos em um lugar não muito comum, pena eu não ter fotos para mostra-los aqui ou simplesmente recorda-los.
Quando adolescente comecei á escrever no quarto de uma amiga, normal sim se não fosse nas paredes de seu quarto, comecei um dia como uma brincadeira, e a brincadeira cresceu primeiro foi uma parede depois, duas, quando vimos estava o quarto inteiro tomado por escritos, frases de musicas, coisas que gostávamos, coisas que aconteciam era o nosso diário, sempre tínhamos algo para escrever, ela escrevia também, mas eu....rsrsr,
simplesmente não deixava espaço para minguem ate no teto, houve uma hora em que não tinha mais lugar para escrever mais nada, e hoje recordando sinto ate saudades.
Sei isso ser coisa de adolescente, mas para mim não mudou muito continuo aqui escrevendo, tudo, todos os acontecimentos tem para mim um lugar especial e eu sempre tenho algo para dizer...
Muitos me lêem e não entendem, mas muitos sei que tem a mesma saudades que eu.
Na vida só sabemos quem somos quando ficamos sozinhos consigo mesmo...
A vida é um hino, cante-o, um desafio enfrente-o,
A vida é um dever cumpra-a, um misteiro descubra-a
A vida é um livro, escreva-a, felicidade, merece-a

Não perca tempo e energia se debatendo, uma passagem com ida e volta marcados não o impedirá de voar
Aproveite a viagem pare de sacudir o avião

Aprendi

Aprendi que não importa o quanto eu me importe, algumas pessoas simplesmente não se importam.
Aprendi que não importa quão boa seja uma pessoa, ela vai ferir-me de vez em quando. Mas eu preciso perdoá-la por isto.
Aprendi que falar pode aliviar minhas dores emocionais.
Aprendi que se leva anos para se construir confiança e apenas segundos para destruí-la.
Aprendi que verdadeiras amizades continuam a crescer, mesmo a longa distância.
Aprendi que eu posso fazer, em instantes, coisas das quais me arrependerei pelo resto da vida
Aprendi que o que importa não é o que eu tenho na vida, mas quem eu tenho na vida.
Aprendi que os membros de minha família são os amigos que não me permitiram escolher.
Aprendi que não tenho que mudar de amigos, e, sim, compreender que os amigos mudam.
Aprendi que as pessoas com quem eu mais me importava na vida me foram tomadas muito depressa.
Aprendi que devo deixar sempre as pessoas que amo com palavras amorosas. Pode ser a última vez que as vejo.
Aprendi que as circunstâncias e o ambiente têm influência sobre mim, mas eu sou responsável por mim mesmo.
Aprendi que não devo me comparar aos outros, mas com o melhor que posso fazer.
Aprendi que não importa até onde eu chegue, mas para onde estou indo.
Aprendi que não importa quão delicado e frágil seja algo, sempre existem dois lados.
Aprendi que vou levar muito tempo para eu me tornar a pessoa que quero ser.
Aprendi que eu posso ir mais longe depois de pensar que não posso mais.
Aprendi que/ou eu controlo meus atos ou eles me controlarão.
Aprendi que heróis são pessoas que fizeram o que era necessário, enfrentando as conseqüências.
Aprendi que ter paciência requer muita prática.
Aprendi que existem pessoas que me amam, mas simplesmente não sabem como demonstrar isso.
Aprendi que meu melhor amigo e eu podemos fazer muitas coisas, ou nada, e termos bons momentos juntos.
Aprendi que a pessoa que eu espero que me pise, quando eu estiver caído, é uma das poucas que me ajudarão a levantar.
Aprendi que há mais dos meus pais em mim do que eu supunha.
Aprendi que quando estou com raiva, tenho direito de estar com raiva. Mas isto não me dá o direito de ser cruel.
Aprendi que só porque alguém não me ama do jeito que eu quero não significa que esse alguém não me ame com tudo que pode.
Aprendi que a maturidade tem mais a ver com os tipos de experiências que eu tive, e o que aprendi com elas, do que com quantos aniversários já celebrei.
Aprendi que nunca devo dizer a uma criança que sonhos são bobagens, ou que estão fora de cogitação. Poucas coisas são mais humilhantes e seria uma tragédia se ela acreditasse em mim.
Aprendi que nem sempre é suficiente ser perdoado por alguém, tenho que aprender a perdoar a mim mesmo.
Aprendi que não importa em quantos pedaços meu coração foi partido. O mundo não pára para que eu o conserte.
Apenas aprendi...

18 de nov de 2010

Meus rascunhos

MUDE Por Edson Marques


Mude, mas comece devagar, porque a direção é mais importante que a velocidade.
Sente-se em outra cadeira, no outro lado da mesa.
Mais tarde, mude de mesa.
Quando sair, procure andar pelo outro lado da rua.
Depois, mude de caminho, ande por outras ruas,
calmamente, observando com atenção os lugares por onde você passa.
Tome outros ónibus. Mude por uns tempos o estilo das roupas. Dê os teus sapatos velhos. Procure andar descalço alguns dias.
Tire uma tarde inteira para passear livremente na praia, ou no parque, e ouvir o canto dos passarinhos.
Veja o mundo de outras perspectivas. Abra e feche as gavetas e portas com a mão esquerda. Durma no outro lado da cama… depois, procure dormir em outras camas.
Assista a outros programas de TV, compre outros jornais… leia outros livros, viva outros romances.
Não faça do hábito um estilo de vida.
Ame a novidade.
Durma mais tarde.
Durma mais cedo.
Aprenda uma palavra nova por dia numa outra língua.
Corrija a postura. Coma um pouco menos, escolha comidas diferentes, novos temperos, novas cores, novas delícias. Tente o novo todo dia.
o novo lado,
o novo método,
o novo sabor,
o novo jeito,
o novo prazer,
o novo amor.
a nova vida.
Tente.
Busque novos amigos.
Tente novos amores.
Faça novas relações.
Almoce em outros locais, vá a outros restaurantes, tome outro tipo de bebida compre pão em outra padaria.
Almoce mais cedo, jante mais tarde ou vice-versa.
Escolha outro mercado… outra marca de sabonete, outro creme dental… tome banho em novos horários.
Use canetas de outras cores.
Vá passear em outros lugares.
Ame muito, cada vez mais, de modos diferentes.
Troque de bolsa, de carteira, de malas, troque de carro, compre novos óculos, escreva outras poesias.
Jogue os velhos relógios, quebre delicadamente esses horrorosos despertadores.
Vá a outros cinemas, outros cabeleireiros, outros teatros, visite novos museus.
Se você não encontrar razões para ser livre, invente-as.
Seja criativo. E aproveite para fazer uma viagem despretensiosa, longa, se possível sem destino.
Experimenta coisas novas.
Troque novamente.
Mude, de novo.
Experimenta outra vez.
Você certamente conhecerá coisas melhores e coisas piores do que as já conhecidas, mas não é isso o que importa.

O mais importante é a mudança,
o movimento,
o dinamismo,
a energia.
Só o que está morto não muda!

Repito por pura alegria de viver:
A salvação é pelo risco, sem o qual a vida não vale a pena...
Só o que está morto não muda!!!



Obs: Infelizmente cometi uma " gafe", mas não foi culpa minha apenas segui o que estava  no texto na net,  Quero avisar á todos os  amigos, que estou corrigindo esta autoria que simplesmente estava de autoria "desconhecido", o  autor simplesmente, tem o livro, como também outras faixas importantíssímas... 
Dando o devido crédito: á Edson Marques
e com certeza este livro fará parte de minha lista de livros lido.

11 de nov de 2010

Um coração que tem olho fala escuta!!


Santo Agostinho escreveu: 
" Nosso propósito nesta vida, é recuperar a saúde do olho do coração através do qual se pode ver Deus"

Penso nosso coração ter olho?!!! Com certeza, nosso coração tem olhos, mas ouvidos também.
Em momento de puro silêncio e a mais profunda devoção, em comunhão com o santíssimo sacramento, escutei um som, era apenas a batida do meu coração, ele parece  dizia: vai, vai, vai, tentei escutar mais profundamente  parecia dizer: calma, calma, calma...
Pensei será o Pai Celestial, ou é mesmo meu coração falando comigo, decidi não tentar descobrir quem era e apenas escutar...Sendo Deus, ótimo ele estava dentro de mim, me falando do fundo do meu coração, e  sendo meu coração estava me pedindo calma,e dizendo: Vai...
Percebi poder escutar Deus " O  Pai Celestial", a partir do meu coração, ou talvez escutar meu coração a partir de Deus..." Nem importa o que foi".
O momento em que cheguei ali no santuário com o coração aflito apertado, foram apenas alguns minutos para que eu entendesse o que  ele falava e o que ele pediu...
Calma. calma, calma
Sai de lá com... minhas asas invisiveis, continuo voando até agora.
imagem retirada do site Aviva Anchieta

MÃE, AMIGA, MULHER


É assim que consigo te decifrar, queria ter o poder de voltar o tempo,  voltaria sim, e pudesse mudar a vida de alguém mudaria a sua minha querida, escreveria tudo novamente, seria tudo muito diferente, seria tudo escrito com um pouco mais de poesia, iria caprichar em todos os detalhes, mudaria desde o comecinho, porque quando ouço você contar de sua infância, nossa que triste, que dor, aquela estoria  do vestidinho, misericordia que estoria triste para uma criança de apenas 4 anos, ou qualquer idade que fosse, uma criança jamais deve maltratada ainda mais por conta de um simples vestido...
Faria de você uma criança muito mais feliz, e te daria oportunidades para que você estudasse muito pois tenho certeza ter ai nessa cabecinha muita inteligencia, para ser usada das melhores formas possíveis.
Mas infelizmente não é assim, cada um tem um caminho para percorrer aqui, e que podemos fazer é isso em datas comemorativas como essa de seu aniversário, te dar talvez uma flor para colorir seu dia porque sei que é o que você ama, escrever umas simples linhas pra dizer que eu te amo, que eu quero tudo de melhor para você, que eu assim como você também tinha tantos sonhos quando criancinha, mocinha, e muitos ficaram para traz, mais ai chego uma hora que resolvi ter sonhos novos, e agora com todos eles pairando aqui em minha "cacholinha", eu ganhei umas asas invisíveis, e quando quero pego elas ajeito em minhas costas e voo, voo ao infinito de minhas inspirações, e quero te dizer que estou escrevendo uma pagina todinha do meu livro para você e assim quando nos nos formos para aquele lugar lindo cheio de verde, azul, colorido, calmo como o amanhecer, onde escutaremos os canto dos pássaros, e andaremos sobre  areias branquissimas  em praias, ensolaradas, quando estivermos lá, os que ficaram poderam ler nossas estorias nas paginas de um livro e assim recordar de tudo oque um dia fomos, ou tentamos, ser aqui.
Na verdade mesmo o que eu queria dizer era só feliz aniversário.

Escrevi este texto para minha:
amada mãe Celina
amada tia Ophelia que faz aniversário dia 27
irmãs que tiveram infâncias tristes, mulheres guerreiras, que ate hoje continuam a caminhada diaria, na criação dos filhos, e netos distribuindo amor, carinho sem nunca se cançarem...
AMO-AS!!!